domingo, 17 de junho de 2007

O tempo, o pensamento e a vida.

Oi amigos, desculpem se me ausentei por um tempo.
É que, ele, o tempo, não pára, nem para você pensar.
E o pensamento, esse então, é atemporal.
E, como se não bastasse só é limitado pela imaginação.
Nossa! Como o pensamento é instável. Fugaz. Seria ele um prostituto?
Ora dormita aqui, ora dormita ali. Imagina...imagina. E nem sempre cria.
A velocidade, essa também não espera você.

O pensamento estava agora mesmo naquela folha de papel que voou de cima da mesa de uma perna só.
Afinal, ela voou, mas caiu sobre alguma coisa, sobre uma base.
Ela caiu sobre o piso da casa...e se aquietou.
Não, não tem nada a ver comigo: eu não me aquieto. Nunca.
Ao dormir, sim. Ao olhar o rio Amazonas em frente a minha cidade, sim.
Mas...e o pensamento?
Bom esse aí, deve descansar no inconsciente quando dou uma trégua ao corpo no leito do sono.

Meu recado para uma amiga por ocasião da mudança para a nova casa:
“Curta muito essa nova fase de sua vida. Mudanças para melhor sempre fazem bem. Não importa quantas caixas você tenha que abrir e fechar.
A vida é assim mesmo: um abrir e fechar de caixas; um tirar e guardar de objetos servíveis ou inservíveis”.

Um comentário:

Rose disse...

Oi Ve,

Bella foto da tia...toda de bolsa, que linda!E essa outra que ela ta com os animais no quintal, tem na casa da minha mae, uma igual.
rsrsr...acabei fazendo um versinho, vc ta me contagiando com essa veia de poeta...rsrs
Aproveito pra te da a dica da foto no postagem, quando vc escrever, antes de publicar, na barra de ferramentas tem a opçao de adcionar imagem (a palavra exata em portugues, nao sei...se nao for adcionar deve ser algum sinonimo, alegar...)ai tem a opçao iamgem do seu computador ou da web, entendeu?facilissimo.
Outra coisa...vou esta em Paris em agosto de 10 a 15 de agosto, vc vai estar por la?depois me diz.
xeeero!!

Uma coisa que adoro.

Uma coisa que adoro.
No inverno, fica tudo assim. Foto:D.B.

Os lagos

Os lagos
Pegamos nossos remos e varejões e saímos com muito cuidado para não triscar nos jacarés e sucuris. Foto: Veneide