quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Oração de manhãzinha.

Às amigas q me enviaram o convite para o encontro dos blogueiros, peço desculpas pela minha ausência e tento me atualizar hoje com esse post, depois de tentar ver a banda passar ontem.

De minha autoria:

Deus todo poderoso,
No silêncio desse dia que se inicia
Olhando para o céu acinzentado
Dessa manhã de quarta-feira de cinza,
Quero te pedir, Senhor,
Que me permitas degustar novamente
O mesmo doce frescor da manhãzinha
De quando eu era menininha.

Faça chuva ou faça sol, não importa.
Quero ter o prazer de sentir
O ar dessa nova manhã
Bater no rosto com o aconchego do bom dia.
E sentir, Senhor, a tua presença.
Ver nisso tudo a certeza
Da vida em harmonia.

Quero a paz de espírito
Que sempre me alegrou.
Quero a paz mesmo sabendo
Que nem tudo eu pude
Nem tudo eu posso sozinha...

Que as coisas pendentes
Que eu não consegui realizar,
Seja por ignorância, seja por inércia,
por interferência vil de terceiros
ou por excesso de honestidade
Não venham, Senhor, tirar a minha paz.

Quero respirar o doce sopro da manhã,
Senti-lo dentro do peito.
Depois, adentrando fundo na espinha
A me possuir por inteiro
A benfazeja bênção de bons e agradáveis dias.
Ter a certeza, Senhor, que,
Para ser feliz, basta viver
Dia após dia, com o espírito
Em harmonia com o teu querer.
Amém!


Escrita por: Veneide, 25.02.09. 7h da manhã


.

17 comentários:

tita coelho disse...

Que bonita a oração Veneide! Gostei demais... Quem escreveu? Tu?
Beijos
P.S. Te enviei um e-mail

Eu, sem clone disse...

Para Tita: Uai, vcs estão a cores! Lindos!
Sim a poesia é minha e é fresquinha e cheia de uma angústia que não mereço.
bjs querida

Cristiana Fonseca disse...

Olá Veneide,
quanto tempo, adorei a meiga poesia, linda.
Obrigada por lembrar de meu cantinho, e obrigada pelas doces palavras.
O castelo é sim o mesmo que vc identificou, este mesmo ai da França.
Beijos ,
Crisfonseca

Bete disse...

Sinceramente??? Simplesmente lindo.Uma oração do fundo da alma.
Parabens.
Obrigada pela visita.
Beijinhos

Anônimo disse...

Les petits matins que je préfère
Sont ceux où je m'éveille avant toi
Que je devine tes courbes claires
Que je sens ton souffle sur moi.
Je n'ose bouger de peur de t'éveiller
Et je reste longtemps à rêver.
J'aime tes petits matins.
Ton mari

Eu, sem clone disse...

Pour mon mari:
Que joli chéri!Bien sûr, je prefère aussi les petits matins avec toi aussi, quand nous prennons les petits déj ensemble. Bientôt, bientôt.
bisoussssssssss

Ernâni Motta disse...

Veneide, sempre tive muita admiração por quem é capaz de escrever (ou seria fazer?) poesia. Agora, fazer poesia em ritmo de oração ou oração em ritmo de poesia é sensiblidade elevada a enésima potência.
Um grande abraço,

Bete disse...

Oi Veneide

A declaração de amor é belissima também. Por isso e muito mais é que ofereço a voce um lindo selo que me foi oferecido.
Aguardo voce no Interagindo.
Bjs

Eu, sem clone disse...

Para Hernani:

Amigo, qto tempo!
Você tem o poder da síntese clara e objetiva. Agradeço por sua visita q retribuirei com carinho.
abrs

Eu, sem clone disse...

Para Bete:

Declarações a 8.000 km são interessantes, não é? rsrs
Já vou lá no Interagindo e..já vou ver o selo q me ofereceu. Muito obrigada!
bjs

Eu, sem clone disse...

Transcrevo os comentários que meus queridos amigos deixaram em meu e-mail:

Sara escreveu:
"Oi amiga,
Adorei a oração e quero ir para esta noite de autografossss...risosssss
Sara"

Walmar escreveu:
"Olá Veneide,
Gostei muito da tua poesia. É muito difícil alguém ter tanta inspiração em uma quarta-feira de cinzas, aliás, nesta última, a ressaca foi tanta que a minha única inspiração foi ficar deitado vendo o tempo passar.
Um abraço
Walmar"

Kiara Guedes disse...

vim me atulaizar de tu mulher!!! linda oração.
bjs meus.

Carla disse...

foi bom ler, embora por vezes me esqueça de como se reza verdadeiramente e fico-me por um diálogo silencioso
beijos e boa semana

Roseane, disse...

Foi uma pena você não ter ido...continua pelos matos?? BOm findi. Bjks

O Profeta disse...

És madeira verde
Ou apenas mulher perdida
Testemunha de berço feito de penas
Arca perdida da dor contida

Tudo isto é universo
Em límpida poça de água
Onde as conchas têm a forma de coração
Onde o sal afasta a mágoa

A ti que és minha amiga especial
convido-te a partilhar comigo o “sítio das conchas azuis”

Bom fim de semana


Beijo azul

Luis Bento disse...

Vim agradecer a visita ao meu espaço e o elogio do tamanho do mundo que me fez... Adoro este seu espaço.. a forma intimista como trata o seu quotidiano e nos revela as suas "aventuras"...
Adoro esse seu ar bem disposto...
Obviamente linkei um espaço assim...bem disposto...

Carla disse...

passei para reler estas belas palavras
beijos

Uma coisa que adoro.

Uma coisa que adoro.
No inverno, fica tudo assim. Foto:D.B.

Os lagos

Os lagos
Pegamos nossos remos e varejões e saímos com muito cuidado para não triscar nos jacarés e sucuris. Foto: Veneide