sexta-feira, 21 de maio de 2010

Aquele homem continua de costas

E não olha nem para si mesmo para não se expor. Eu fiz tudo para ver o rosto dele mas não consegui. Nem através do reflexo da janela do museu que aparece na foto. Magritte tem a mente muito fértil. E uso o verbo no presente pois um artista se imortaliza através de sua obra.


5 comentários:

Sumie disse...

Ve,nem dando uuns tapinhas nas costas dele,ele virou rsrsrs.
Bom fim de semana.
Bjs!

Eu, sem clone disse...

Poi é, Sumie! Ahhh. Fiz até cocegas nele mas...nada, rsrsrs. Bom findi p vc também. bjs

Zany disse...

Veneide, a fisionomia dele fica por conta da imaginação né?! Então eu o imagino de lábios finos, nariz afilado, olhos amendoados, mas não se pode dizer que seja o bonitão da vez. Bjs e um bom final de semana pra você!!

Eu, sem clone disse...

Oi Zani. O importante é que ele tenha saude, rsrsrs. Otimo findi pra vc também. bjs

Pepê Mattos disse...

Uma felicidade saber que você está num lugar que, por si próprio, já é um museu a céu aberto. Gosto da temática surrealista. A tal normalidade, como a concebemos, na verdade, esconde anomalias tão evidentes que só um cego (aquele eivado de visões tortas das coisas retas) não consegue ver. A Arte dá um novo sentido às mesmas coisas. Ou outro sentido. Fiz um longo comentário em "Inquietude". Abraços...

Uma coisa que adoro.

Uma coisa que adoro.
No inverno, fica tudo assim. Foto:D.B.

Os lagos

Os lagos
Pegamos nossos remos e varejões e saímos com muito cuidado para não triscar nos jacarés e sucuris. Foto: Veneide