quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Miscelânea de ilusões.

Foto: Veneide

Palavras se calaram
Mãos se tocaram
Corpos se entrelaçaram
Energias se chocaram
Para nunca mais...

Palavras que se calaram
Mas fariam bem se falassem.
Palavras que foram ditas
E como magoaram!
Essas, sim, era para terem calado.

Tristes desencontros ...

Palavras que acalentariam
Mas que foram contidas
Explodiram dentro do corpo
Como se fosse um vulcão.
Timidez ou orgulho as calaram.

Tudo ficou para trás
Sem ser dito ou vivido.
O amor esqueceu.
Nem arrependimento restou
A vida outro rumo tomou...

Já no fim da caminhada,
um último sopro de vida,
músculos e ossos frágeis
tenta prolongar a vida
busca o eterno amor desmerecido.

Almas que se encontrarão um dia?
afinal terão paz?
Ou continuarão a buscar?

Responde a quem te implora, Ilusão.
A vida te estenderá piedosa mão.
.

22 comentários:

Roseane, disse...

É preciso se cuidar...linda a poesia! Bjks, melhoras e boa semana!

Mustafa Şenalp disse...

çok güzel bir site. :)

Kiara disse...

Linda poesia. Sempre elas, as ilusões, mas viver sentir, valeu, né não?! rsrs
Já me atualizei de vc! Bjs

Eu, sem clone disse...

To Mustafá:

You are wellcome in my site!
Sorry, I don't understand your language.
Oh Mustafá! Que pena que não falo seu idioma. Meu avô era dessas bandas de lá também. Mas seja bem vindo! O que vale é a coragem de enfrentar, rsrsrs.
good night, bonne soirée, guten nacht. Talvez vc fale alemão?? Aí só com a Roseane, a menina pavulagem.

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Veneideeeeee..." Morena linda/Onde é que tu tava/Onde é que tu tava/Onde é que tava tu/Passei a noite/Procurando tu/Procurando tu/Procurando TU!" Puxa, tirei essa do baú, música do delicioso Trio Nordestino que fez também uma que o Neysinho Matogrosso canta: "Homem com H". Tá difícil achar homem assim, né minha filha? Mas, não posso me queixar, rssss, o meu tem H até demais!
Tá vendo? Tu some e tenho que botar tudo pra fora...Mas, que tu és um clone, lá isto és e nem sabes disfarçar...Num ligo não!!!
Ah, teu poema? Pra começar, tá bom, dou o maior apoio...

Eu, sem clone disse...

Vanusa, muié! Que alegria contagiante! rsrsrsrs
bjkas

Eu, sem clone disse...

Roseane! Quero comer uma prato saboroso preparado por ti, pavulage!
bjs

KIARA! Estás metida também? Só escreves em preto e branco, é?
bjs

Sonhadora... disse...

oi, qtas palavras deveriam ser ditas e ficaram para trás, se perderam no tempo e outras poderiam ter sido evitadas.

Adorei conhecer teu blog.
bjusss

instantes e momentos disse...

é bom voltar sempre ao seu blog.
Lindo poema.
Maurizio

Luiz Caio disse...

Oi! Como vai?
Se temos a oportunidade de declarar o nosso amor,devemos faze-lo, seja como for! Mesmo que o tempo tenha se passado... Se o amor sobreviveu ao tempo... Amemos!... É sempre tempo de amar! O amor é prioridade na vida!...

GRATO PELA VISITA... VOLTE SEMPRE QUE PUDER!SERÁ UM PRAZER RECEBE-LA NOVAMENTE, E SEMPRE!

Quanto a mim farei o mesmo... Voltarei outras vezes. Seu espaço é muito agrádavel!

UM GRANDE ABRAÇO.

Fernando Rodrigues disse...

Lindo, parabéns!

Bjito
Fernando

Ney Pantaleão™ disse...

No0o0o0sssaaa.. Como é bom delirar lendo estaa poesiaa!
E de lavar a alma!
=)

Roseane, disse...

Linda a foto. Bom findi! Bjks

beto melodia disse...

olá, veneide.

muito bom o poema publicado. meus humildes parabéns.

beijos em seu coração e um ótimo final de semana

Liz / Falando de tudo! disse...

Oi minha linda! uma linda poesia!
eu fico muito feliz quando você me visita, mas adoro vim aqui também, pena que nao tenho muito tempo pra olhar tudooo!!!
beijos!

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Brigaduuuu, Veneide! Sua alegria é contagiante, hein?
Seu poema também é muito doce...Lindo domingo ensolarado!Bjs

poetaeusou . . . disse...

*
ilusões,
a miscelanea da vida,
,
vagas de sonhos,
dou,
,
///

tita coelho disse...

Gostei demais Veneide! As desilusões sempre rendem belas poesias... Meio paradoxo, mas totalmente real!
beijosssssssss

Roseane, disse...

Vim te desejar uma ótima semana!!!

O Profeta disse...

Poesia de raro brilhantismo ilustrada de forma sublime...


Doce beijo

Saia Curta disse...

olá veneide adorei a poesia e foto ,putz! nem se fala ,ameiiiiii
you are wellcome in my site..falo um pouquinho de inglês, estou estudando..obrigado pela visita.
beijinhos.....

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Muito bonito o seu poema, Veneide. Não sabia que era dada a esse tipo de atividade (poética). vc tem jeito, vai longe. E como vão as coisas por essas paragens longínqüas? Aqui, tive alguns problemas que com o tempo se resolvem. Fiz um post, querida, mais leve e mais fácil de baixar. Com certeza, vc já viu o filme, mas acho que vai gostar. Gostaria de saber a sua opinião. Apareça, conto com vc.
Um beijo,

wwwrenatacordeiro.blogspot.com

Uma coisa que adoro.

Uma coisa que adoro.
No inverno, fica tudo assim. Foto:D.B.

Os lagos

Os lagos
Pegamos nossos remos e varejões e saímos com muito cuidado para não triscar nos jacarés e sucuris. Foto: Veneide